Elos – 08

Elo é um substantivo masculino que significa, entre outros sentidos, ligação, união, continuação. Com a criação do projeto “Elos – Uma História Sem Fim…”, o setor de Comunicação Social vai interagir diretamente com beneficiários e colaboradores que aqui circulam.

Mas não é só isso! O nosso setor vai em busca de ligações das pessoas com a ACADEF. De que forma nos unimos? Qual é a sua ligação com a ACADEF? Não o que você faz aqui, mas o que te marca aqui? Que marca você deixa aqui? Como você muda a vida das pessoas que por aqui passam?

Com objetivo de humanizar ainda mais a nossa instituição, assim como de proporcionar reflexões em cada pessoa que transitar por aqui, independentemente de quem for.

O dentro e fora da ACADEF estão ligados. E você? De que forma estabelece este elo?

A oitava Edição do Projeto Elos
É com Antônio Marcos Rubim
Assista ao vídeo no final da página.

Entendendo um novo mundo

Antônio Marcos Rubim, 39 anos, sempre foi hiperativo. Aos 30 anos, de repente se viu em uma cadeira de rodas. “Foi um baque até eu entender meus novos limites”, expressa o voluntário do Projeto Cuidar, aposentado por invalidez. “Foi muito forte. Foi complicado entender esse novo mundo da deficiência, mas como o tempo é o rei da sabedoria e com o grande apoio da minha família e dos amigos, fui superando, descobrindo que conseguiria fazer minhas atividades de forma adaptada e lutei para conquistar os avanços”, explica.

Dedicado ao Projeto Cuidar, uma das bandeiras defendidas por Antônio é a luta para que as pessoas com deficiência (PCD) sejam reconhecidas primeiro como pessoas, sem preconceito da sociedade. “Tenho que trabalhar esse caminho, que as PCDs sejam reconhecidas como pessoas, que sejam iguais mesmo na deficiência. Que as PCDs saibam que podem pegar um ônibus, ir ao cinema, passear sem enfrentar problemas e que sejam respeitadas”, aponta Antônio.

O seu elo com a ACADEF começou no seu desejo em fazer seu tratamento na Associação. Antônio costumava fazer fisioterapia em outro local, mas utilizava a mesma kombi do município de Canoas que um paciente da ACADEF. Já tendo conhecimento sobre a ACADEF, ele expressou seu desejo de ingressar na Associação para tratamento. O colega de kombi conversou com o já voluntário do Projeto Cuidar na época, Jair Silveira, que prontamente foi fazer a primeira visita do projeto para Antônio.

Após seu tratamento na Associação, surgiu o desejo de fazer o mesmo bem que lhe fizeram a outras pessoas que precisassem de ajuda. Há sete anos, Antônio tem uma relação especial com o Cuidar, em que cada vez mais ele se surpreende com o poder de ajudar as pessoas. “Acompanhar a evolução das pessoas e ver a melhora na vida delas é muito bom. Poder mostrar que é possível, levar o conhecimento dos direitos e dos deveres deles para poderem ser incluídos na sociedade também”, expressa.

O voluntário do Cuidar procura fazer planos em curto prazo para sua vida. “Nunca sabemos o que vai acontecer. Aprendi, depois da deficiência, que nada melhor do que um dia após o outro, sempre com os pés no chão. Colhemos o que plantamos”, pondera Antônio.

“Tenho muito a agradecer à ACADEF e ao Projeto Cuidar, este último que tem o importante papel das visitas a domicílio, ajudando principalmente no cuidado com as crianças e os idosos. Vou seguir vestindo a camiseta com muita determinação!”, afirma Antônio Marcos.

Conheça as edições anteriores do Projeto Elos.

Compartilhe em suas redes sociais