ACADEF apresenta equipe de bocha em cadeira de rodas

Senhoras e Senhores, é com muita alegria que apresentamos a Equipe ACADEF de bocha em cadeira de rodas. O time é composto por Antonio Marcos Vasques, 43, Joel Storck, 50, Valdir Ribeiro, 54, e Tarcizio Teixeira Cardoso, 46. Eles já praticavam o esporte antes, mas esse ano decidiram se juntar para representar a ACADEF. A equipe conta com o apoio das empresas Dufrio e Modulos.

Joel explica que ele, Valdir e Tarcizio já participavam do grupo de Porto Alegre mas decidiram migrar a Canoas por serem moradores do município. Logo chamaram o Antonio e outros convidados que ainda não se sabe se poderão jogar. Dessa forma pretendem alavancar a bocha na cidade. Já participaram como Equipe ACADEF da etapa Independente de Bocha, em Porto Alegre, onde bateu o recorde de participantes com 30 jogadores. Storck ficou em terceiro lugar na série ouro, e Ribeiro em segundo na série prata.

Já é o terceiro ano que acontece essa competição de bocha em cadeira de rodas, mas é o primeiro que uma entidade de Canoas participa da modalidade. Antonio ressalta que um dos criadores da modalidade foi o próprio Joel e como foi criado aqui, é muito conhecido por aqui e os jogos são apenas entre jogadores do RS, mas a ideia é conseguir divulgar em outros estados. Pretendem conseguir de aqui algum tempo fazer um campeonato brasileiro de bocha em cadeira de rodas, por isso todos os jogadores são federados, jogam com as regras da federação e em canchas oficiais.

Joel explica que a diferença desta modalidade para a bocha andante é que os participantes precisam ter alguma deficiência física e todos devem jogar sentados em cadeira de rodas, para que a competição seja mais justa. As canchas onde eles jogam são de carpete e não de areia ou piso duro. Algumas das regras do jogo foram ajustadas também, para adaptar as limitações dos jogadores

A expectativa deles para este ano é de conseguir participar de todas as etapas e dessa forma evoluir como equipe, “Partiu trofeuzinho”, brinca Joel. Mas Valdir admite que já tiveram uma grande evolução na formação da equipe e por terem conseguido o apoio das empresas. Joel salienta que o maior objetivo é a inclusão da pessoa com deficiência, inclusive a premiação não é em dinheiro. Tarcizio comenta que a equipe está procurando algum lugar com cancha oficial para que possam treinar em Canoas e realizar alguma etapa no município, pois a exigência é que tenha duas canchas de bocha.

Para os interessados em participar pode entrar em contanto enviando um e-mail ao bcrfgb@gmail.com, a pessoa pode começar a treinar, se gostar, tem 45 dias para decidir se quer continuar, logo precisa se vincular a uma entidade para se federar. Sempre lembrando que “a ideia é se divertir”, destaca Storck.

Share